domingo, 8 de janeiro de 2017

NASL Respira !!






O que parecia ser um filme de terror para a North American Soccer League finalmente chegou ao fim, após a decisão da U.S. Soccer Federation em manter a liga com status de segunda divisão na pirâmide do soccer americano. Outra decisão da federação americana foi promover a promissora United Soccer League dá terceira para segunda divisão.

NASL

North American Soccer League foi fundada em 2009 como segunda divisão, a liga sempre procurou fazer muitas referências histórias e teve como auge quando o retorno do New York Cosmos. Porém  a North American Soccer League passou ter sérios problemas financeiros, a liga tinha muitos investidores da Traffic Sports que foram alvos de investigações e prisões o que casou instabilidade na liga principalmente no ano de 2016. A crise atingiu as franquias como a do New York Cosmos, um dos principais times da liga. Outras equipes como Fort Lauderdale Strikers, Rayo OKC, Jacksonville Armada FC e Tampa Bay Rowdies também enfrentavam problemas financeiros.

Logo após o fim da temporada de 2016 a NASL estava no limbo e viu o seu fim muito de perto ao perder franquias como Minnesota United que se afilou a Major League Soccer, Ottawa Fury FC e Tampa Bay Rowdies que se afiliaram a United Soccer League e equipes como New York Cosmos, Rayo OKC e Fort Lauderdale Strikers entraram em hiato ou na procura novos compradores.

Com a decisão U.S. Soccer Federation de manter a NASL como segunda divisão a liga pode finalmente respirar e ter melhores expectativas em relação ao seu futuro. Outra boa noticia é da grande possibilidade do New York Cosmos ter um novo dono, Rocco B. Commisso dono da Mediacom Communications Corporation que é a quinta maior empresa de televisão a cabo dos Estados Unidos o que daria grande estabilidade e investimentos ao time e liga.

Oito equipes vão disputar a North American Soccer League em 2017 : FC Edmonton, Indy Eleven, Jacksonville Armada FC, Miami FC, Carolina do Norte FC (Carolina RailHawks), Puerto Rico FC, São Francisco Deltas (temporada de estreia) e New York Cosmos. O numero de times na liga poderá aumentar na Fall Season com a possibilidade do surgimento de novas franquias em Atlanta, San Diego, e Orange County, Califórnia.

USL

Desde que a United Soccer League se aproximou a Major League Soccer, a liga cresceu muito ganhando muito benéficos. Com a promoção para segunda divisão a USL foi recompensada pelo seu trabalho e terá muitos lucros com novos patrocinadores e direitos televisivos. USL é liga de soccer com mais franquias nos Estados Unidos, trinta equipes vão disputar a temporada de 2017.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

January Camp 2017




O treinador da seleção americana convocou trinta e dois jogadores para participar do January Camp de 2017, todos os jogadores disputam na Major League Soccer. Entre os convocados nove jogadores disputaram Copas do Mundo e oito jogaram no All Star Game da Major League Soccer de 2016.

January Camp servira de preparação para dois amistoso do U.S. Team em 2017, contra a Sérvia no dia 29 de janeiro no Qualcomm Stadium, em San Diego, Califórnia e contra a Jamaica no dia três de fevereiro em Chattanooga, Tennessee,

Ambas as partidas servem para testes, ritmo e entrosamento da seleção americana para os jogos do hexagonal final da CONCACAF para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, os americanos vão enfrentar Honduras no seu terceiro jogo pelo quinto round das eliminatórias no dia vinte quatro de março. Estados Unidos estão em sexto lugar na última posição com duas derrotas em dois jogos.


Goleiros (5): David Bingham (San Jose Earthquakes), Stefan Frei (Seattle Sounders FC), Bill Hamid (D.C. United), Nick Rimando (Real Salt Lake), Luis Robles (New York Red Bulls)

Defesas (10): DaMarcus Beasley (Sem Clube), Steve Birnbaum (D.C. United), Brad Evans (Seattle Sounders FC), Greg Garza (Atlanta United FC), Matt Hedges (FC Dallas), Taylor Kemp (D.C. United), Chad Marshall (Seattle Sounders FC), Keegan Rosenberry (Philadelphia Union), Walker Zimmerman (FC Dallas), Graham Zusi (Sporting Kansas City)

Meio-campistas (12): Kellyn Acosta (FC Dallas), Alejandro Bedoya (Philadelphia Union), Michael Bradley (Toronto FC), Benny Feilhaber (Sporting Kansas City), Jermaine Jones (LA Galaxy), Sacha Kljestan (New York Red Bulls), Sebastian Lletget (LA Galaxy), Kekuta Manneh (Vancouver Whitecaps FC), Dax McCarty (New York Red Bulls), Darlington Nagbe (Portland Timbers), Chris Pontius (Philadelphia Union), Wil Trapp (Columbus Crew SC)

Atacantes (5): Juan Agudelo (New England Revolution), Jozy Altidore (Toronto FC), Jordan Morris (Seattle Sounders FC), Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes), Gyasi Zardes (LA Galaxy)


Análise 

Goleiros : Bruce Arena chamou nomes interessantes como Bill Hamid que é um goleiro com potencial, outro destaque é Stefan Frei que é um dos principais goleiros da Major League Soccer. O único nome da lista que eu não gostei foi de Nick Rimando, ele não deveria mais fazer parte da seleção americana. Clint Irwin seria uma excelente opção.

Defesa : Na defesa nomes como Steve Birnbaum, Matt Hedges e Keegan Rosenberry me agradam muito mas ver Brad Evans e Graham Zusi me desapontou muito. Matt Besler foi uma ausência significativa.

Meio-campistas: Sebastian Lletget e Will Trapp na lista de convocados é um alivio, Bruce Arena escolheu muito bons nomes no meio campo com exceção de Kekuta Manneh. Dillon Powers e Kelyn Rowe mereciam estar na lista.

Atacantes : Fiquei desapontado com alguns nomes como Juan Agudelo que parece ser uma promessa que não vingou e Chris Wondolowski. Ausências : Landon Donovan e Jack McInerney.


Ranque de times

1.Seattle Sounders 4 jogadores
2.D.C. United, LA Galaxy, FC Dallas, Philadelphia Union e NY Red Bulls 3 jogadores
3.San Jose Earthquakes, Sporting Kansas City e Toronto FC 2 jogadores
4. Real Salt Lake, Atlanta United, New England Revolution, Vancouver Whitecaps FC, Columbus Crew e Portland Timbers 1 jogador.


Curiosidades

Jozy Altidore pode jogar seu centésimo jogo pelo U.S. Team caso jogue contra Sérvia ou Jamaica, ele pode se tornar o décimo sétimo jogador americano com cem jogos pela time nacional.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Chicago Fire 1998



Criação

Chicago Fire foi fundado em 1997 e se afiliou na Major League Soccer em 1998, o nome da equipe faz referencia a um fato histórico: O grande incêndio que aconteceu na cidade em 1871. O time é baseado em Chicago no estado de Illinois e é a mais bem sucedida equipe do estado, Chicago Fire mantém uma ligação com seu antecessor o Chicago Sting que foi o último campeão da NASL em 1984.

Equipe

Chicago Fire montou um elenco poderoso, a equipe investiu no mercado do leste europeu, contratando o zagueiro Lubos Kubik que disputou a Copa do Mundo de 1990 pela Checoslováquia e três internacionais da Polônia Peter Nowak, Roman Kosecki e Jerzy Podbrozny almejando a comunidade polonesa de Chicago.

A equipe era também era formada por jogadores americanos que eram importantes na seleção dos Estados Unidos como Chris Armas, Frank Klopas e Josh Wolf. Além de jogadores americanos que se tonariam destaques na Major League Soccer como Ante Razov, um dos artilheiros da liga, Ritchie Kotschau, Manny Lagos e Jesse Marsch.

O treinador era Bob Bradley que foi treinador assistente do D.C. United em 1996 e da seleção sub 23 dos Estados Unidos teve passagens em equipes universitárias antes de chegar ao Chicago Fire em 1998. Bob Bradley levou o Chicago para o próximo nível  e se tornou um dos melhores treinadores dos Estados Unidos de todos os tempos.

O bom planejamento do Chicago Fire tem um nome, Peter Wilt que foi General Manager da equipe de 1997-2005, Peter fez um excelente trabalho em 1998 e nos anos seguintes, ele se tornou presidente do time de 2001-2005.

Temporada 

Em sua temporada de estreia o Chicago Fire conquistou o Double, conquistando a MLS Cup vencendo o D.C. United que que era bi-campeão da Major League Soccer e a Lamar Hunt U.S. Open derrotando o Columbus Crew na final.

Chicago Fire teve um bom inicio na temporada regular vencendo seus dois primeiros jogos surpreendendo o publico mas depois sofreu cinco derrotas seguidas, o que seria normal, geralmente equipes quando se afiliam a uma liga tem dificuldades na temporada de estreia, mas o Chicago Fire não era uma equipe normal. O time de Illinois tinha um grande elenco e conseguiu protagonizar uma grande recuperação vencendo onze jogos seguidos.

A boa sequência do Chicago Fire ficou ameaçada quando a equipe sofreu um surto de lesões, jogadores importantes como Piotr Nowak, Roman Kosecki, Jerzy Podbrożny e Ritchie Kotschau se machucaram. Com esses jogadores machucados novos talentos surgiram como Josh Wolf, Ante Razov e Chris Armas que deram continuidade ao bom desempenho do Chicago Fire classificando a equipe de Illinois para os playoffs em segundo lugar na Western Conference e em terceiro no geral.

Nos playoffs a campanha do Chicago Fire foi impressionante, a equipe de Illinois venceu o Colorado Rapids dos veteranos Marcelo Balboa e Steve Trittschuh nos dois jogos da semi final das Western Conference. Na final da conferência o Chicago Fire derrotou simplesmente o LA Galaxy campeão da Supporters' Shield e na final da MLS Cup o Chicago Fire derrotou o D.C. United por 2a0, equipe que dominava a Major League Soccer no final dos anos 90.


Goleiros

Zach Thornton (EUA)
Jorge Campos (México)
Scott Coufal (EUA)

Defesas

C.J. Brown (EUA)
Zak Ibsen (EUA)
Ritchie Kotschau (EUA)
Luboš Kubík (Rep. Tcheca)
Andrew Lewis (EUA)
Francis Okaroh (Nigéria)
Brian Bates (EUA)
Tom Soehn (EUA)

Meio Campistas

Chris Armas (EUA/Porto Rico)
Diego Gutierrez (Colômbia/EUA)
Manny Lagos (EUA)
Jesse Marsch (EUA)
Piotr Nowak (Polônia)

Atacantes

Frank Klopas (Grécia/EUA)
Roman Kosecki (Polônia)
Tony Kuhn (EUA)
Jerzy Podbrożny (Polônia)
Ante Razov (EUA)
Josh Wolf (EUA)

Treinador : Bob Bradley (EUA)


Números da equipe na época regular

Jogos: 32
Vitórias : 20
Derrotas: 12
Pontos: 56
Gols Marcados: 85
Gols Sofridos: 44
Saldo: 17
Segundo lugar na Western Conference e terceiro no geral.
Quarto melhor ataque.
Segunda melhor defesa.

Artilheiros (MLS: Época regular + Playoffs)

1.Ante Razov 10 gols
2.Roman Kosecki e Luboš Kubík 9 gols
3.Josh Wolf 8 gols
4.Piotr Nowak e Jerzy Podbrożny 7 gols
5.Frank Klopas 6 gols


Lideres em Assistências (MLS: Época regular + Playoffs)

1.Jerzy Podbrożny e Piotr Nowak 14 assistências
2.Ante Razov 11 assistências
3.Chris Armas 10 assistências
4.Roman Kosecki  e Luboš Kubík 9 assistências
5.Frank Klopas 4 assistências


Clean Sheets (MLS: Época regular + Playoffs)

1.Zach Thornton  11 Clean Sheets

Prêmios

MLS Goalkeeper of the Year: Zach Thornton
MLS Defender of the Year: Lubos Kubik
MLS Coach of the Year : Bob Bradley


Lamar Hunt U.S. Open 1998


Resultados

Third Round : Chicago Stingers (PDL) 1X3 (MLS) Chicago Fire
Quartas de final: Chicago 1(4)x(3)1 San Jose Clash (Pênaltis)
Semi Finais: Chicago Fire 3x2 Dallas Burns
Final: Chicago Fire 3x2 Dallas Burns (Prorrogação)


Artilheiros

1.Frank Klopas e Luboš Kubík 2 gols
2.Diego Gutierrez , Josh Wolf, Roman Kosecki, Jerzy Podbrożny e Ante Razov 1 gol

Lideres em Assistências

1.Jerzy Podbrożny e Zak Ibsen 2 assistências
2.Piotr Nowak, Ante Razov, Jesse Marsch 1 assistência


MLS Cup 1998 Final

https://www.youtube.com/watch?v=rPyx92rT8TA

Primeiro jogo da equipe

https://www.youtube.com/watch?v=5UHBBAZBUss

Primeiro jogo no Soldier Field

https://www.youtube.com/watch?v=bIWDp5cN94A

MLS Playoffs

https://www.youtube.com/watch?v=te-9broj8wA

Lamar Hunt U.S. Open Final

https://www.youtube.com/watch?v=P3GKrXx-WOc

Vídeo Especial

https://www.youtube.com/watch?v=adJbDSZJWz8

Links :

https://en.wikipedia.org/wiki/1998_U.S._Open_Cup

https://en.wikipedia.org/wiki/1998_Major_League_Soccer_season

https://en.wikipedia.org/wiki/MLS_Cup_'98

http://www.mlssoccer.com/history/club/chicago/1998

domingo, 18 de dezembro de 2016

Um time da Major League Soccer no Mundial de Clubes





Um time da MLS no mundial ? isso quase aconteceu : Em 2001, FIFA junto de sua parceira a International Sport and Leisure organizaram a Copa do Mundo de Clubes que seria disputada por doze equipes que seriam divididas em três grupos de quatro. Porém a competição nunca aconteceu graças ao colapso e escândalo entre a FIFA e International Sport and Leisure. LA Galaxy estaria no Grupo C, junto de Hearts of Oak (Gana), Júbilo Iwata (Japão) e Real Madrid (Espanha).

CONCACAF Champions' Cup 2000

Duas equipes da Major League Soccer disputaram a CONCACAF Champions' Cup que dava uma vaga para o mundial, D.C. United campeão da MLS Cup de 1999 e vice campeão LA Galaxy. Na época o campeonato continental da CONCACAF era disputado por oito equipes no formato de mata-mata.

LA Galaxy foi a segunda equipe americana e da Major League Soccer a conquistar uma CONCACAF Champions' Cup, a equipe da Califórnia eliminou o Real España (Hondruas) nas quartas de final, o D.C. United (EUA/MLS) na semi final e derrotou Olimpia (Honduras) na final.

Resultados

Quartas de  Final

LA Galaxy (5) 0x0 (4) Real España (Hondruas) (Pênaltis)

Semi Final

LA Galaxy (4)1x1(2) D.C. United (MLS) (Pênaltis)

Final

LA Galaxy 3x2 Olimpia (Honduras)


Equipe

Goleiros : Kevin Hartman (USA) e Matt Reis (USA).

Defesas: Paul Caligiuri (USA), Danny Califf (USA) , Ezra Hendrickson (São Vicente e Granadinas), Adam Frye (USA), Greg Vanney(USA), Alexi Lalas (USA), Danny Pena (USA), Brian Mullan(USA) e Zak Ibsen (USA).

Meio-campistas: Brian Kelly (USA), Peter Vagenas (USA), Sasha Victorine (USA),  Simon Elliott (Nova Zelândia), Mauricio Cienfuegos (El Salvador) e Marvin Quijano (El Salvador).

Atacantes: Sebastien Vorbe (Haiti) e Cobi Jones (USA),

Treinador : Sigi Shimid (Alemanha/EUA)

Artilheiros : Ezra Hendrickson 2 gols, Vanney e Cobi Jones 1 gol .

domingo, 11 de dezembro de 2016

Seattle Sounders campeão da MLS Cup 2016





Seattle Sounders conquistou a MLS Cup de 2016 derrotando o Toronto FC nos Pênaltis por 5a4 : A partida começou  disputada com as duas equipes buscando jogo porém as duas defesas trabalhavam muito bem anulando os ataques. O jogo terminou sem gols nos 90 minutos, na prorrogação as duas equipes continuaram criando oportunidades mas o gol não saia devido ao bom trabalho defensivo de ambos os times levando o jogo para os penalidades. Stefan Frei foi o melhor jogador da partida, ele fez defesas importantes durante o jogo e também defendeu um pênalti. Outros destaques da partida foram Michael Bradley, Joevin Jones e Clint Irwin que também defendeu um pênalti.

Seattle Sounders teve um início de temporada muito ruim, a equipe chegou a ficar nas últimas posições de sua conferência, Devido ao mal momento o treinador Sigi Shimid que treinava a equipe desde 2009 foi demitido e Brian Schmetzer assumiu o comando do Sounders. Jogadores como Nicolas Lodeiro e Alvaro Fernandez foram contratados, depois disso Seattle Sounders fez uma excelente recuperação, se classificou para os playoffs e conquistou a MLS Cup pela primeira vez na historia, um feito que deveria ser chamado de O Milagre de Seattle.

Seattle Souders é uma equipe tradicional nos Estados Unidos que disputou diversas ligas de soccer no país como : NASL (1974-1983), APSL, A-League e USL (1994-2008). Sounders começou a disputar a Major League Soccer em 2009 e se tonou uma das principais equipes da liga se classificando para os playoffs de 2009 a 2016 e conquistando a MLS Supporters' Shield de 2014. Seattle Sounders também conquistou quatro Lamar Hunt U.S. Open Cup em 2009, 2010, 2011 e 2014.


Curiosidades

Foi a quarta final da MLS Cup decidida nos Pênaltis.

Primeira MLS Cup sem gols.

Recorde de Público numa final de MLS Cup disputada no BMO Field : 36,045

A venda dos ingressos esgotaram em apenas três minutos.

Brian Schmetzer foi o primeiro treinador contratado no meio da temporada a conquistar uma MLS Cup.

Três goleiros ganharam o prêmio de melhor jogador da partida na final da MLS Cup: Tony Meola (Kansas City) em 2000, Nick Rimando (Real Salt Lake) em 2009 e Stefan Frei (Seattle Sounders) em 2016.

Seattle Sounders é o décimo primeiro campeão diferente da MLS Cup.


Time

Goleiros :

Stefan Frei (Suíça)
Charlie Lyon (EUA)
Charlie Lyon (EUA)

Defesas

Brad Evans (EUA)
Tyrone Mears (Jamaica)
Jimmy Ockford (EUA)
Chad Marshall (EUA)
Dylan Remick (EUA)
Zach Scott (EUA)
Tony Alfaro (México)
Román Torres (Panamá)
Damion Lowe (Jamaica)
Joevin Jones (Trinidade e Tobago)
Oniel Fisher (Jamaica)

Meio Campistas

Osvaldo Alonso, Capitão (Cuba)
Cristian Roldan (EUA)
Erik Friberg (Suécia)
Nicolás Lodeiro (Uruguai)
Aaron Kovar (EUA)
Nathan Sturgis (EUA)
Álvaro Fernández (Uruguai)
Andreas Ivanschitz (Austria)

Atacantes

Clint Dempsey (EUA)
Herculez Gomez (EUA)
Jordan Morris (EUA)
Nelson Valdez (Paraguai)
Darwin Jones (EUA)
Oalex Anderson (Saint Vincent and the Grenadines)
Victor Mansaray (EUA)

Treinador :

Sigi Schmid (Alemanha) dezembro de 2008 a 26 de julho de 2016.
Brian Schmetzer (EUA) Atual

Números da Temporada (Época Regular)

Jogos : 34
Vitorias : 14
Derrotas : 14
Empates : 6
Gols Marcados : 44
Gols Sofridos : 43


Artilheiros (Época Regular + Playoffs)

1. Jordan Morris 14 gols
2. Clint Dempsey 8 gols
3. Nicolás Lodeiro 8 gols
4.Cristian Roldan 4 gols
5. Chad Marshall 4 gols

Lideres em Assistências

1.Nicolás Lodeiro 8 assistências
2.Andreas Ivanschitz 8 assistências
3.Joevin Jones 6 assistências
4.Jordan Morris 5 assistências
5.Osvaldo Alonso 4 assistências

Clean Sheets

1. Stefan Frei 12 Clean Sheets


Links Relacionados :

http://www.mlssoccer.com/

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/12/mls-cup-2016-seattle-sounders-vs.html






sábado, 10 de dezembro de 2016

U.S. Soccer Player of the Year/U.S. Soccer Young Player of the Year




Jozy Altidore venceu o prêmio de melhor jogador do ano da seleção americana de 2016, o atacante foi muito eficaz no U.S. Team marcando dez gols em dezesseis partidas sendo seis deles pela eliminatórias da CONCACAF para Copa do Mundo de 2018. Jozy Altidore vive o seu melhor momento da carreira além do bom desempenho na equipe nacional ele está fazendo uma excelente temporada no Toronto FC na Major League Soccer, Jozy marcou dez gols em vinte e três jogos pela época regular e cinco gols em cinco gols pelo palyoffs da MLS.

É a segunda vez que Jozy Altidore vence o prêmio de melhor jogador do ano da seleção americana, a primeira vez foi em 2013. Jozy Altidore fez sua estreia internacional fez sua estreia internacional num amistoso contra Africa do Sul em 2007 e marcou o seu primeiro gol pela seleção em 2008 num amistoso contra o México.

O prêmio de melhor atleta do ano da seleção americana é realizado todo ano desde 1984 tendo Rick Davis lenda do New York Cosmos e um dos principais jogadores americanos dos anos 80 como primeiro vencedor. O jogador que mais conquistou o prêmio foi Landon Donovan, ele foi nomeado quatro vezes o melhor jogador da seleção do ano em  2003, 2004, 2009 e em 2010.

Os outros nomeados desse ano foram : Michael Bradley, Clint Dempsey, Bobby Wood e Geoff Cameron.



Christian Pulisic vence o prêmio de U.S. Soccer Young Player of the Year de 2016, o jovem jogador é considerado um fenômeno do soccer americano. Destaque do Borussia Dortmund, Christian Pulisic teve sua estreia internacional contra Guatemala pelas eliminatórias da CONCACAF para Copa do Mundo de 2018 se tornando o jogador mais jovem dos Estados Unidos a jogar um partida de eliminatórias para Copa do Mundo. Ele marcou o seu primeiro gol pelo time nacional numa partida amistosa contra a Bolívia.

O prêmio U.S. Soccer Young Player of the Year é realizado todo ano pela U.S. Soccer Federation desde de 1998 tendo Josh Wolf que disputou duas Copas do Mundo (2002 e 2006) como primeiro vencedor.

Outros nomeados desse ano :  Andrew Carleton, Cameron Carter-Vickers, Josh Sargent e Jordan Morris.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

MLS Cup 2016 : Seattle Sounders vs Toronto FC




Seattle Sounders e Toronto FC vão se enfrentar na final da MLS Cup em jogo único que será disputado no dia 10 de dezembro no estádio BMO Field em Toronto, Canadá. As duas equipes conquistaram o títulos de suas conferências e vão decidir o título da Major League Soccer de 2016.

Como o Toronto FC é o time com a melhor campanha entre as duas equipes o jogo sera realizado no seu estádio. Está será a segunda vez que o BMO Field sedia uma final da MLS Cup, a primeira vez foi em 2010 na época em que os jogos de finais da MLS eram disputados em estádios neutros, na ocasião o Colorado Rapids venceu o FC Dallas com um público de quase 22.000 fãs.

Desde que começou a disputar a Major League Soccer em 2009 o Seattle Sounders se tornou uma das equipes mais tradicionais da liga se classificando para os playoffs por oito vezes consecutivas enquanto o Toronto FC disputou somente duas fases de playoffs, a equipe canadense disputa a Major League Soccer desde 2007.

Toronto FC e Seattle Sounders já se enfrentaram por onze vezes mas que tem o melhor retrospecto é o Sounders com um recorde de 7-2-2. Jogando no BMO Field o Seattle ainda lidera com um recorde de 3-1-1.

Essa é a primeira vez em que uma equipe canadense chega a uma final de uma primeira divisão do sistema de pirâmide do soccer americano desde 1984, na época o Toronto Blizzard foi derrotando pelo Chicago Sting na final da extinta North American Soccer League (1968-1984).

O Toronto FC tem um poderoso ataque com Jozy Altidore e Sebastian Giovinco, ambos estão fazendo uma excelente temporada, Altidore é o artilheiro dos playoffs com cinco gols. O meio-campista Michael Bradley e o goleiro Clint Irwin também são peças importantes da equipe canadense.

Nicolás Lodeiro é o principal destaque do Sounders, ele fez 4 gols e 8 assistências em 13 jogos pelo Sounders sendo um dos protagonistas da classificação de sua equipe para os playoffs. Jordan Morris que ganhou o prêmio MLS Rookie of the Year de 2016 também é um jogador fundamental, ele marcou 12 gols na época regular. O meio-campista Álvaro Fernández e o goleiro Stefan Frei também são destaques do Sounders.