quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Ele voltou !!!



O maior jogador de futebol dos Estados Unidos, Landon Donovan está de volta ao gramados ! A lenda da Major League Soccer e do U.S. Team tinha anunciado sua aposentadoria após se cortado controversamente por Klinsmann na Copa do Mundo de 2014, e após o fim da temporada de 2014 se aposentou do futebol profissional aos 32 anos.

O LA Galaxy tem o teto salarial disponível para contratar Donovan após a venda de Nigel de Jong para Galatasaray da Turquia e como Landon Donvovan estava aposentado ( agente livre) de a possibilidade do LA Galaxy contratar Donovan.

Landon Donovan
está dois anos afastado do futebol profissional, nesse período o jogador participou de alguns jogos beneficentes. Ele fez uma excelente temporada em 2014 com 10 gols e 19 assistência na Major League Soccer conquistando a MLS Cup daquele ano. Donovan é um dos principais recordistas no soccer americano, ele é o maior artilheiro da seleção americana com 57 gols e é o jogador com mais assistências na seleção com 58 assistências. Na Major League Soccer os números de Donovan são impressionantes, ele é o jogador com mais títulos na liga, ao todo são seis, é o jogador com mais gols com 144 gols no total e é o jogador que mais fez assistências na liga com 136 assistências.

Eu não tenho dúvidas que Landon Donovan vai voltar com uma boa forma na MLS e ser um dos destaques na liga, inclusive com potencial para uma vaga na seleção americana já que o ataque tem sido um setor que por vezes apresenta alguma dificuldade no U.S. Team. 

Outros jogadores americanos que voltaram da aposentadoria :

Eric Wynalda :
Se aposentou em 2002 mas voltou ao futebol em 2007–2008 para jogar no Bakersfield Brigade que disputava a USL Premier Development League ( quarta divisão no sistema de pirâmide do soccer americano ).

Dario Brose :
Se aposentou em 2001 mais voltou a jogar em 2007 no Carolina RailHawks que disputava USL First Division ( segunda divisão no sistema de pirâmide do soccer americano ).

Alexi Lalas : Se aposentou no fim da temporada em 1999 no Kansas City Wizards, ele voltou em 2001 para o LA Galaxy e se aposentou no inicio do ano de 2004.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Estados Unidos vs Trinidade e Tobago ( Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 )



Dia 6 de setembro a seleção americana enfrenta Trinidad e Tobago pela última rodada do quarto round das eliminatórias da CONCACAF, o jogo sera realizado no EverBank Field, Jacksonville, Flórida. Os Estados Unidos venceram  Sao Vincente por 6a0 em seu último jogo enquanto Trinidad empatou com a Guatemala por 2a2, no entanto a equipe caribenha lidera o grupo, somente um ponto separa os americanos e Trinidad e Tobago. Para se classificar para o hexagonal a seleção Yankee precisa vencer ou empatar.

A seleção americana tem um histórico contra equipes caribenhas, o jogo mais notável entre as duas equipes aconteceu em 1989 em Port of Spain, pela as eliminatórias ( CONCACAF Championship ) para Copa do Mundo de 1990 e ficou conhecido como e ficou conhecido como Shout Around the World, isso por que  Paul Caligiuri marcou o gol que mudou o soccer dos Estados Unidos para sempre, gol que deu a vitoria e a classificação dos Estados Unidos para Copa do Mundo de 1990 depois de uma espera de 40 anos. Estados Unidos e Trinidade e Tobago  já se enfrentaram por vinte e cinco vezes com dezenove vitorias americanas, duas vitorias de Trinidade e quatro empates .

Os americanos fizeram um bom jogo contra Sao Vincente, a equipe  melhorou significativamente com a entrada de Kljestan e Pulisic, ambos merecem estar no onze inicial nesse jogo. Meu time XI : Goleiro : Howard, Zagueiros : Besler e Birnbaum, Laterais : Acosta e Yedlin, Volantes : Bradley e Stanko, Meais : Kljestan e Pulisic, Segundo Atacante : Wood, Atacante : Altidore.

Artilheiros 

1. Jozy Altidore 4 Gols
2. Bobby Wood, Geoff Cameron e Christian Pulisic 2 Gols
3.Matt Besler,Clint Dempsey, Fabian Johnson, Sacha Kljestan, Gyasi Zardes e Graham Zusi 1 Gol


Convocados :

Goleiros (3) : Brad Guzan (Middlesbrough), Ethan Horvath (Molde FC), Tim Howard (Colorado Rapids)

Defesas (8) : Kellyn Acosta (FC Dallas), Matt Besler (Sporting Kansas City), Steve Birnbaum (D.C. United), Geoff Cameron (Stoke City), Omar Gonzalez (Pachuca), Fabian Johnson (Borussia Monchengladbach), Michael Orozco (Club Tijuana), DeAndre Yedlin (Newcastle United)

Meio Campistas (10) : Paul Arriola (Club Tijuana), Kyle Beckerman (Real Salt Lake),Alejandro Bedoya (Philadelphia Union), Michael Bradley (Toronto FC), Jermaine Jones (Colorado Rapids), Darlington Nagbe (Portland Timbers), Christian Pulisic (Borussia Dortmund), Caleb Stanko (FC Vaduz), Graham Zusi (Sporting Kansas City), Sasha Kljestan ( New York Red Bulls )

Atacantes (5) : Jozy Altidore (Toronto FC), Jordan Morris (Seattle Sounders FC), Rubio Rubin (FC Utrecht), Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes), Bobby Wood (Hamburg SV)





USA XI ( 4-4-2 diamante )
Howard; Johnson, Cameron, Birnbaum, Gonzalez; Bedoya, Kljestan, Bradley, Pulisic; Altidore, Wood.

Trinidade e Tobago ( 4-5-1 ) Phillip, David, Mitchell, Abu Bakr, Williams, Jones, Hyland, Molino, Boucaud, García.


Estados Unidos derrotam Trinidade e Tobagopor 4a0 e se classificam na liderança de seu grupo para o Hexagonal : Os Estados Unidos começaram o jogo com uma proposta de buscar o jogo durante todo primeiro tempo, aos 34 do primeiro tempo, Cameron sofreu pênalti mas não foi marcado. Os Estados Unidos dominavam o jogo, criado boas jogadas, a maioria com Kljestan e Pulisic. Estados Unidos quase abriram o placar aos 30 minutos do primeiro tempo quando Johnson fez bom lançamento para Altidore que tocou para Pulisic que de um forte chute, a bola bateu nas duas trave e  inacreditavelmente não entrou. Aos 40 minutos Trinidade teve boas chances mas ambos os chutes foram para fora, os americanos responderam com uma boa jogada que começou num lateral, mas a bola foi interceptada pela defesa caribenha que cortou mal, a bola sobrou para Kljestan  que não perdoou que marcou o primeiro gol americano na partida. No segundo tempo os Estados Unidos com Pulisic e Bedoya construíram uma boa jogada, mas  Phillip defendeu o chute de Altidore. Aos 59 minutos Fabian Johnson fez um bom passe para Altidore que tirou do goleiro e ampliou para os Estados Unidos. Aos 63 minutos, Kljestan e Pulisc fazem boa jogada, a bola é passada para Altidore que marca o segundo gol dele no jogo e terceiro no U.S. Team. Mesmo ganhando por três gols de diferença os americanos continuavam no ataque. Aos 71 o U.S. Team marcou o quarto gol do jogo com Arriola, numa jogada que envolveu quatro jogadores : Pulisic, Kljestan e Altidore. Tim Howard impediu os Estados Unidos de leveram um gol ao defender uma bomba a queima roupa do jogador de Trinidade e Tobago.

Notas :

Howard ( 7,5 ) Fez duas boas defesas no jogo.

Cameron ( 7,0 ) Defendeu e apoiou bem pela direita.

Birnbaum ( 7,0 )  Muito atento, trabalhou bem na defesa.

Gonzalez ( 7,0 ) Esteve bem na marcação.

Johnson ( 8,0 ) Fez excelente partida, foi importante defensivamente e criou boas jogadas.

Bedoya ( 6,5 ) Fez um bom jogo, ajudou  o time na criação.

Bradley ( 7,0 ) Fez desarmes importantes .

Pulisic ( 8,5 ) Criou muitas chances e foi um dos jogadores mais criativos do time.

Kljestan ( 9,0 ) Assim como Pulisic criou as principias jogadas do time, fez o gol num momento crucial.

Wood ( 6,5 )  Até fez uma boa partida.

Altidore ( 8,5) Foi decisivo ao marcar dois gols na partida.

Arriola ( 7,5 ) Entrou disposto no jogo e foi premiado com um gol.

Stanko ( 7,0 ) Entrou para brecar o adversário, foi feliz na função.

Morris ( 6,5 ) Entrou na partida quando o jogo já estava decidido.

Klinsmann ( 8,0 ) Achou o problema na criatividade dos Estados Unidos botando Kljestan e Pulisic juntos, investiu na convocação de jogadores jovens interessantes e foi premiado com uma das melhores partida do U.S.Team do ano.

Trinidade e Tobago : Entrou com uma postura defensiva mas foi vencida pela ótima atuação americana.

Arbitragem : Errou em não marcar um pênalti para os EUA, foi o único erro da partida da arbitragem.


Análise :

Os americanos criaram boa chances durante a partida fazendo boa troca de passes com infiltrações no campo adversário. Kljestan e Pulisic foram uma dupla muito criativa que foi responsável pela maioria das jogadas do U.S. Team no jogo. A defesa teve uma boa atuação, estava atenta e trabalhou bem. Os Estados Unidos nesse jogo fizeram uma das melhores atuações do time desse ano.

Classificação Geral 

1.EUA 13 pontos
2.Trinidade e Tobago 10 pontos
3.Guatemala 10 pontos
4.Saint Vincent and the Grenadines 0 pontos

Análise do quarto round das eliminatórias da CONCACAF 

Apesar de ter se classificado na liderança o U.S. Team teve um inicio difícil e teve atuações abaixo das expectativas mas nas ultimas duas partidas a seleção americana teve uma evolução significativa.


Artilheiros ( Atualizado ) 

1. Jozy Altidore 6 Gols
2. Bobby Wood, Geoff Cameron e Christian Pulisic, Sacha Kljestan 2 Gols
3.Matt Besler,Clint Dempsey, Fabian Johnson, Gyasi Zardes e Graham Zusi, Paul Arriola 1 Gol

Curiosidades :

Tim Howard se tornou o goleiro que mais jogou jogos de eliminatórias de Copa do Mundo pela seleção americana, foram 32 jogos. Howard ultrapassou a marca de Kasey Keller que tinha disputado 31 jogos de eliminatórias pelo seleção Yankee. Tim Howard começou a disputar jogos de eliminatórias em 2004.

Jozy Altidore se tornou o maior artilheiro da seleção americana nas eliminatórias para Copa do Mundo com 16 gols.

A vitoria de hoje dos Estados Unidos de 4a0 foi a maior no confronto entre as duas equipes.

A seleção americana nunca perdeu jogando no Bank Field, Jacksonville Flórida. Foram cinco partidas : EUA 2 x 1 Israel em 1997 ( Gols de Lalas e Kirovski ), EUA 3x0 Alemanha em 1999 ( Gols de Kirovski, Sanneh, Reyna ), EUA 5 x 1 Escócia em 2012 ( Donovan (3), Bradley, J. Jones ). EUA 2 x 1 Nigéria em 2014 (Altidore (2) ) e EUA 4 x 0 Trinidade e Tobago em 2016 ( Altidore (2), Kljestan e Arriola )

Com esse jogo, Tim Howard chega a marca de 37 Clean  Sheets pela seleção americana.


link :

http://matchcenter.mlssoccer.com/matchcenter/2016-09-06-us-mens-national-team-vs-trinidad-and-tobago/recap

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Estados Unidos vs Saint Vincent and the Grenadines ( Segundo jogo ) ( Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 )



No dia 2 de setembro os Estados Unidos vão enfrentar Saint Vincent and the Grenadines pelo quarto round das eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 no Arnos Vale Stadium, Kingstown. Está é a segunda vez na historia que a seleção Yankee enfrenta Saint Vincent and the Grenadines, a primeira vez foi na primeira rodada pelo Grupo C.

Apesar dos poucos confrontos entre as duas equipes Saint Vincent and the Grenadines tem alguma ligação com soccer dos Estados Unidos, Ezra Hendrickson um dos principais jogadores da historia do país atuou na MLS. O elenco da seleção do caribe tem dois jogadores que jogam nos Estados Unidos : Myron Samuel e Oalex Anderson .

Saint Vincent and the Grenadines já estão eliminados e não tem mais chances de se classificar para Copa do Mundo mas podem sair orgulhosos por terem o artilheiros das eliminatórias, Tevin Slater com cinco gols.

O treinador Jürgen Klinsmann anunciou os 26 jogadores para os jogos contra Saint Vincent and the Grenadines e Trinidade e Tobago. Os Estados Unidos estão em segundo lugar em seu grupo e no último jogo ira enfrentar o líder do Grupo, Trinidade e Tobago.

Convocados :

Goleiros (3) : Brad Guzan (Middlesbrough), Ethan Horvath (Molde FC), Tim Howard (Colorado Rapids)

Defesas (9) : Kellyn Acosta (FC Dallas), Matt Besler (Sporting Kansas City), Steve Birnbaum (D.C. United), John Brooks (Hertha BSC), Geoff Cameron (Stoke City), Omar Gonzalez (Pachuca), Fabian Johnson (Borussia Monchengladbach), Michael Orozco (Club Tijuana), DeAndre Yedlin (Newcastle United)

Meio Campistas (9) : Paul Arriola (Club Tijuana), Kyle Beckerman (Real Salt Lake),Alejandro Bedoya (Philadelphia Union), Michael Bradley (Toronto FC), Jermaine Jones (Colorado Rapids), Darlington Nagbe (Portland Timbers), Christian Pulisic (Borussia Dortmund), Caleb Stanko (FC Vaduz), Graham Zusi (Sporting Kansas City)

Atacantes (5) : Jozy Altidore (Toronto FC), Jordan Morris (Seattle Sounders FC), Rubio Rubin (FC Utrecht), Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes), Bobby Wood (Hamburg SV)

Brooks cortado por lesão, Sasha Kljestan o substituiu.

Análise 

Gostei muito da convocação do Klinsmann, principalmente em ver o retorno do Sasha Kljestan na seleção americana, Kljestan tem se destacado na MLS sendo um dos principais jogadores da liga. Os jovens convocados e outro bom destaques, todos são bons jogadores com muito potencial e já estava na hora de Klinsmann trabalhar com eles visando a renovação na seleção americana. Klinsmann montou uma equipe equilibrada em todos os setores, e acertou na maioria dos nomes com exceção de Graham Zusi, Chris Wondolowski e Michael Orozco.

Algumas Ausências

Defesas ; Timothy Chandler e Matt Hedges

Meio Campistas : Dillon Powers e Will Trapp

Atacantes : Jack McInerney



USA XI : Guzan; Yedlin, Cameron, Besler, Acosta; Zusi, Beckerman, Bedoya, Johnson; Altidore (capt.), Wood.

Saint Vincent and the Grenadines XI : Christopher, Francis, McBurnette, Durham Richards, George, Gordon, Stwart, Aderson, James, Samuel.


Em ritmo de treino, Estados Unidos goleiam Saint Vincent and the Grenadines por 6x0 : Os Estados Unidos não tiveram dificuldades para vencer a seleção do caribe, logo no primeiro tempo os americanos abriram três a zero. Bobby Wood abriu o placar, Fabian Johnson deu o passe que originou o gol do atacante. Aos 32 minutos do primeiro tempo numa cobrança de escanteio os americanos marcaram o segundo gol com Besler depois do erro do meio campista Gordon. No fim do primeiro tempo, Bobby Wood sofreu pêanalti, Altidore bateu a cobrança e marcou o terceiro gol americano na partida. No segundo tempo, aos 71 minutos Pulisic com assistência de Kljestan marcou o quarto gol dos Estados Unidos no jogo. Aos 78 minutos Pulisic devolveu a assistência para Kljestan que marcou o quintou gol dos Estados Unidos. Nos acréscimos, Kljestan fez boa jogada e tocou para Pulisic que deu um belo chute e marcou o sexto gol dos Estados Unidos para fechar a goleada americana sob Saint Vincent and the Grenadines.


Notas : 

Guzan ( 6,5 ) Seguro, foi pouco exigido.

Yedlin ( 6,5) Levou um cartão amarelo bobo, mas fez boas investidas pelo lado direito.

Cameron ( 6,5 ) Foi bem na defesa.

Besler ( 7,5 ) Atento na defesa, foi oportunista no gol.

Acosta ( 6,5 ) Fez boa marcação pela esquerda.

Beckerman ( 7,0 ) Fez boa marcação no meio campo.

Bedoya ( 7,0 ) Soube administrar bem o meio.

Zusi ( 6,0 ) Podia ter sido mais criativo.

Wood  ( 7,5 ) Fez um gol e deu trabalho para defesa adversária.

Altidore ( 7,0 ) Técnico, ajudou o ataque e fez o gol de pênalti.

Pulisic ( 8,5 ) Entrou bem no jogo e marcou dois gols.

Kljestan ( 9,0 ) Mudou a partida, fez um gols e duas assistências.

Klinsmann ( 7,5) Armou bem o time, acertou nas substituições .

Arbitragem : Foi bem, anulou os dois gols corretamente . Podia ter sido mais rigoroso com as falta de Saint Vincent and the Grenadines.

Saint Vincent and the Grenadines : Foi vencido facilmente pelo time americano, destaque pela velocidade do time caribenho.

Análise

Os Estados Unidos não tiveram dificuldades para vencer Saint Vincent and the Grenadines, os americanos souberam administrar o abismo entre os dois times e controlaram o jogo durante toda a partida, no segundo tempo os Estado Unidos melhoram com a entrada de Kljestan e Pulisic, que formaram uma boa dupla tornado o time mais criativo.

Curiosidades 

Altidore marcou o trigésimo quinto gol dele na seleção americana, ele ultrapassou Eric Wynalda ( 34 gols ) . Com o gol Altidore chegou a 14 gols em Eliminatória da CONCACAF para Copa do Mundo, igualando a marca de Dempsey.

Besler marcou o seu primeiro gol na seleção americana.

Christian Pulisic é o jogador mais jovem da seleção americana a marcar um gol ( na partida foram dois)  em Eliminatórias da Copa do Mundo com 17 anos e 349 dias.


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Estados Unidos nas Olimpíadas de 1992



Os jogos olímpicos de Barcelona de 1992 teve a vigésima quinta edição do torneio de futebol nas Olimpíadas, e a décima participação dos Estados Unidos no futebol . Nos jogos de 1992 foi usado o modelo dos jogadores até 23 anos pela primeira vez da historia dos jogos. Dezesseis equipes de seis continentes diferentes se classificaram para o torneio. A seleção americana caiu no Grupo A, com : Itália, Polônia e Kuwait. Os americanos nunca enfrentaram a Polônia e Kuwait em torneios olímpicos mas enfrentaram os italianos por quatro vezes, a primeira em 1936, os americanos perderam por 1a0, em 1948 os americanos foram goleados por 9a0, em 1952, Itália goleou novamente os Estados Unidos desta vez por 8x0, na quarta vez em 1984 nos jogos de Los Angeles os americanos perderam por 1a0.


Road To Barcelona 

Os Estados Unidos chegaram confiantes para o torneio, os americanos viviam a badalação de sediar a Copa do Mundo de 1994, além disso conquistaram o Pan Americano de 1991 pela primeira vez na historia. No Pré Olímpico da CONCACAF de 1992 os Estados Unidos protagonizaram uma excelente campanha o que deu o título ao americanos, o único até hoje: Foram dez jogos, oito vitorias, um empate e uma derrota. Os Estados Unidos tiveram um ataque extremamente positivo com trinca e cinco gols marcados e apenas treze sofridos . A campanha dos Estados Unidos teve grande contribuição de Steve Snow que marcou onze gols em nove jogos. Snow também foi artilheiro do time no Pan Americano de 1991 com quatro gols. Lothar Osiander era o treinador da seleção americana, ele estava no comando da seleção americana desde 1986 e os jogos olímpicos de 1992 seria a segunda Olimpíada de Osiander com a seleção americana, a primeira foi em 1988.

Os Jogos 

Os Estados Unidos perderam na estreia para Itália por 2a1, no segundo jogo os americanos por venceram Kuwait por 3a1, com gols de Brose, Lagos e Snow . No último jogo os Estados Unidos empataram com a Polônia por 2a2, Imler e Snow marcaram para os americanos. Com um recorde de 1-1-1 com cinco gols marcados e quatro sofridos os Estados Unidos foram eliminados na fase de grupos. Após a eliminação o treinador Lothar Osiander foi demitido.

Snow vs Osiander 

Steve Snow ficou de fora no jogo de estreia dos Estados Unidos, mas marcou nos dois jogos em que jogou. Um dos motivos de Snow ter ficado de fora no jogo contra a Itália seria as desavenças do treinador Lothar Osiander com Snow que acusa o jogador de esta acima do peso, lento e individualista .

Artilheiros 

1. Snow 2 gols
2. Manny Lagos, Joe Max Moore e Erik Imler 1 gol

Colocação Final : Nono Lugar

Elenco

Goleiros 

Brad Friedel (21 anos) UCLA (NCAA, USA)
Ian Feuer  ( 21 anos )  R.W.D. Molenbeek ( Belgian First Division, Bélgica )

Defesas 

Cam Rast ( 22 anos ) Santa Clara University ( NCAA, EUA )
Alexi Lalas ( 22 anos ) US Soccer
Mike Burns ( 21 anos ) US Soccer
Erik Imler   ( 21 anos ) Virginia Cavaliers ( NCAA, EUA )
Mike Lapper ( 19 anos ) US Soccer
Troy Dayak  ( 21 anos )  San Francisco Bay Blackhawks ( APSL, EUA )
Zak Ibsen ( 20 anos )  UCLA ( NCAA, EUA )
Curt Onalfo ( 22 anos )  FC La Ciotat ( quinta divisão, França )

Meio-Campistas

Dario Brose ( 22 anos ) Stade Briochin ( França)
Claudio Reyna ( 19 anos ) Virginia Cavaliers ( NCAA, EUA )
Yari Allnutt (22 years) University of Portland (NCAA, USA)
Cobi Jones ( 22 anos ) US Soccer
Manny Lagos ( 22 anos ) Minnesota Thunder
Mike Huwiler ( 20 anos ) Virginia Cavaliers ( NCAA )
Chris Henderson ( 21 anos ) Seattle Storm

Atacantes 

Dante Washington ( 21 anos ) Radford ( NCAA, EUA )
Steve Snow ( 21 anos ) Standard de Liège ( Belgian First Division, Bélgica )
Joe-Max Moore ( 21 anos ) UCLA ( NCAA, EUA )


Treinador : Lothar Osiander


Análise

Lothar Osiander montou uma boa equipe, a maioria dos jogadores disputavam a NCAA e oito dos convocados iriam disputar a Copa do Mundo de 1994. Os Estados Unidos caíram num grupo equilibrado e ficar na primeira fase não foi um mal resultado. Eu não acho que as desavenças de Osiander com Snow influenciaram na eliminação mas foi um erro deixar ele no banco no jogo contra a Itália.

Curiosidades 

O irmão de Steve Snow também era jogador de futebol, Ken Snow teve muito sucesso no Indoor Soccer é também é membro do Soccer America College Team of the Century.

Brad Friedel, Mike Burns, Alexi Lalas, Claudio Reyna, Cobi Jones, Joe-Max Moore, Mike Lapper and Chris Henderson jogaram na Copa do Mundo de 1994.

Mike Burns, Mike Burns, Dario Brose, Troy Dayak, Steve Snow, Curt Onalfo e Cameron Rast disputaram a Copa do Mundo sub 20 .

Entre os convocados, três jogadores são membros do Soccer America College Team of the Century : Brad Friedel, Erik Imler e Claudio Reyna.


Tabelas, resultados e etc .

https://en.wikipedia.org/wiki/1992_CONCACAF_Men%27s_Pre-Olympic_Tournament

https://en.wikipedia.org/wiki/Football_at_the_1992_Summer_Olympics

https://www.youtube.com/watch?v=qXf9agIlkz4

https://www.youtube.com/watch?v=vJVFGCwQzQA

domingo, 31 de julho de 2016

Estados Unidos nas Olimpíadas de 2000


Os jogos olímpicos de Sydeny 2000 foram a vigésima sétima edição das do torneio de futebol nas Olimpíadas, e décima terceira e quinta consecutiva participação dos Estados Unidos no futebol . A seleção americana olímpica de futebol nas Olimpíadas de 2000 talvez tenha sido a melhor geração de jogadores dos Estados Unidos de todos os tempos, jovens jogadores como Landon Donovan, John O'Brien, Tim Howard e John Wolf se tornariam importantes figuras na seleção nos anos seguintes e ajudaram a seleção americana na impressionante corrida ao quarto lugar no torneio olímpico de futebol, consagrando a melhor campanha dos Estados Unidos nesta modalidade até hoje .

Estados estavam no Grupo C e estrearam com empate de 2a2 diante da Rep. Tcheca ( que estava disputando o futebol olímpico pela primeira vez desde que se separou, curiosamente a Eslováquia também estava disputando pela primeira vez, a última vez que os dois países disputaram foi nos jogos de de 1980 com Tchecoslováquia ). o segundo adversário foi Camarões que ficaram com o Ouro no torneio, novamente os americanos empataram, desta vez por 1a1 . O último adversário foi Kuwait no qual os americanos venceram por 3a1, com o resultado os americanos terminaram na liderança no Grupo C .

Nas quartas de final os Estados Unidos enfrentaram o Japão num difícil jogo, no tempo normal terminou 2a2, os Estados Unidos venceram nos pênaltis por 5a4 . Nas Semi-finais os americanos estavam perto do sonho de conquistar uma medalha mas os Estados Unidos foram derrotados por 3a1 pelo forte time da Espanha . Na disputa pelo bronze os americanos jogaram contra o Chile, os sul-americanos venceram por 2x0 .

Grupo C 
Team
PldWDLGFGAGDPts
 United States312064+25
 Cameroon312054+15
 Kuwait310268–23
 Czech Republic302156–12
Fase de Grupos 

EUA 2 x 2 Rep. Tcheca
EUA 1x 1 Camarões
EUA 3 x 1 Kuwait

Quartas de Final 

EUA 2 (5) x (4) 2 Japão ( p)

Semi Final

EUA 1 x 3 Espanha

Disputa para medalha de Bronze 

EUA 0 x 2 Chile

Artilheiros 

1. Peter Vagenas 3 Gols
2. Chris Albright e Josh Wolf 2 Gols
3. Landon Donovan e Danny Califf  1 Gol


Time Olímpico Americano 

Goleiros

Brad Friedel*  ( 29 anos ) Liverpool ( Premier League, Inlgaterra )
Tim Howard  (21 anos )   MetroStars ( MLS, EUA )

Defesas 

Brian Dunseth ( 23 anos )  New England Revolution (MLS, EUA )
Chad McCarty (22 anos ) Tampa Bay Mutiny (MLS, EUA )
Jeff Agoos* ( 32 anos ) D.C. United (MLS, EUA )
Frankie Hejduk*  ( 26 anos )Bayer Leverkusen ( Bundesliga, Alemanha )
Danny Califf   ( 20 anos ) Los Angeles Galaxy (MLS, EUA )
Ramiro Corrales ( 23 anos ) MetroStars (MLS, EUA )
Evan Whitfield  ( 23 anos )  Chicago Fire (MLS, EUA )

Meio Campistas

John O'Brien ( 23 anos ) Ajax Amsterdam ( Eredivisie, Holanda )
Joey DiGiamarino ( 23 anos) Colorado Rapids ( MLS, EUA )
Ben Olsen (23 anos ) D.C. United ( MLS, EUA )
Peter Vagenas (22 anos)  Los Angeles Galaxy ( MLS, EUA )
Sasha Victorine  (22 anos ) Los Angeles Galaxy ( MLS, EUA )

Atacantes

Chris Albright ( 21 anos ) D.C. United ( MLS, EUA )
Landon Donovan ( 18 anos ) Bayer Leverkusen ( Bundesliga, Alemanha )
Josh Wolff  ( 23 anos )  Chicago Fire ( MLS, EUA )
Conor Casey ( 19 anos )  University of Portland ( NCAA )

Substitutos 

Meio - campista : Brian Winters ( 22 anos ) Minnesota Thunder ( A- League, EUA )
Atacante : Chris Brown ( 23 anos ) Kansas City Wizards ( MLS, EUA )
Meio - Campista: DaMarcus Beasley ( 18 anos ) Chicago Fire ( MLS, EUA )
Goleiro : Matt Napoleon ( 23 anos )  Columbus Crew ( MLS, EUA )

* Jogador acima da idade olímpica

Treinador : Clive Charles

Ranque de Ligas

1. MLS 16
2. Bundesliga 2
3.A-League, NCAA, Eredivisie e Premier League 1


Análise 

O torneio olímpico em Sydney de futebol era muito rico com muitas equipes que tinham vários jogadores com potencial : Camarões, Espanha, Brasil, Chile, Itália e Japão eram esses times, além dos Estados Unidos . Mesmo não conseguindo a medalha os americanos podem sair de cabeça erguida pela sua campanha no torneio por causa da grande competitividade . Clive Charles montou uma boa equipe, com base na Major League Soccer, muitos dos jogadores convocados foram igualmente importantes no senário nacional e no domestico . Os três jogadores acima da idade olímpica escolhidos pelo treinador deram um tempero especial ao time : Brad Friedel, Jeff Agoos e Frankie Hejduk foram grande nomes do soccer americano e contribuíram na boa campanha do time . A equipe também era composta por Landon Donovan e John O'Brien que tiveram bom destaque na competição e se tornaram grande lendas do soccer americano . A maiores ausências no time foram Steve Cherundolo e DeMarcus Beasley que assim como os outros, eles se tornaram jogadores de extrema importância para o soccer americano .



Pré Olímpico 

Os Estados Unidos fizeram uma boa companha no Pré Olímpico de 2000, terminaram em primeiro lugar no Grupo D com uma vitoria sobre Honduras por 3a0 e uma empate sem gols com Canadá. Na semi final os americanos golearam Guatemala por 4a0 . Na Final Os Estados Unidos perderam para Honduras por 2a1 e ficaram com a segunda vaga para Olimpíadas .


Grupo D
PosTeamPldWDLGFGAGDPts
1 United States211030+34
2 Honduras210123−13
3 Canada201102−21

Fase de Grupos 

EUA 3 x 0 Honduras
EUA 0 x 0 Canadá

Semi Final

EUA 4 x 0 Guatemala

Final 

EUA 1 x 2 Honduras


Convocados 

Goleiros

Adin Brown ( 21 anos ) Colorado Rapids ( MLS,EUA )
Tim Howard  (21 anos )   MetroStars ( MLS, EUA )

Defesas 

Brian Dunseth  ( 23 anos )  New England Revolution (MLS, EUA )
Chad McCarty  (22 anos ) Tampa Bay Mutiny (MLS, EUA )
Steve Cherundolo  (21 anos ) Hannover 96 ( 2. Bundesliga, Alemanha )
Danny Califf    ( 20 anos ) Los Angeles Galaxy (MLS, EUA )
Ramiro Corrales ( 23 anos ) MetroStars (MLS, EUA )

Meio Campistas

John O'Brien  ( 23 anos ) Ajax Amsterdam ( Eredivisie, Holanda )
Joey DiGiamarino ( 23 anos) Colorado Rapids ( MLS, EUA )
Ben Olsen (23 anos ) D.C. United ( MLS, EUA )
Peter Vagenas  (22 anos)  Los Angeles Galaxy ( MLS, EUA )
Sasha Victorine  (22 anos ) Los Angeles Galaxy ( MLS, EUA )
John Thorrington ( 20 anos ) Bayer Leverkusen ( Bundesliga, Alemanha )
DaMarcus Beasley ( 18 anos ) Chicago Fire ( MLS, EUA )

Atacantes 

Chris Albright  ( 21 anos ) D.C. United ( MLS, EUA )
Landon Donovan ( 18 anos ) Bayer Leverkusen ( Bundesliga, Alemanha )
Josh Wolff  ( 23 anos )  Chicago Fire ( MLS, EUA )
Conor Casey  ( 19 anos )  University of Portland ( NCAA )

Ranque de Ligas

1. MLS 13
2.Bundesliga 2
3.Eredivisie, 2 Bundesliga e NCAA 1

Análise

Os americanos construíram uma boa campanha no Pré Olímpico, Clive montou um time forte e consistente, Cinco jogadores dos convocados ( Donovan, Wolff, Beasley e Cherundolo ) jogariam a Copa do Mundo de 2002 . Provando que o treinador Clive Charles que infelizmente faleceu em 2003 tinha um boa faro para jogadores jovens .

domingo, 17 de julho de 2016

MLS All Star Game 2016





No dia 28 de julho será realizado o All Star Game da Major League Soccer no Avaya Stadium, San Jose, Califórnia . É a segunda vez que a cidade de San Jose uma das mais importantes da Califórnia ira sediar o evento, a primeira foi em 2001, no Spartan Stadium, na ocasião o All Star Game seguia a tradição de outras ligas esportivas americanas com o modelo de East Vs. West . O adversário do MLS All Star de 2016 é o Arsenal, é a nona vez que o time das estrelas da MLS ira enfrentar uma equipe inglesa da Premier League, a primeira vez foi em 2005 contra o Fulham .

Dominic Kinnear será o treinador do MLS All Star, está é a segunda vez de Kinnear no comando de um All Star Game, a primeira foi em 2009 . Gosto do trabalho do Kinnear, ele é um dos melhores treinadores da MLS, Kinneaer junto de Kreis e Porter são os meus treinadores favoritos para assumir o lugar do Klinsmann caso ele deixa-se a seleção americana ,


Escolhidos pelos fans 

Goleiros

Andre Blake (Philadelphia Union)

Defesas

Keegan Rosenberry (Philadelphia Union)
Matt Besler (Sporting Kansas City)
Laurent Ciman (Montreal Impact)

Meio Campistas

Andrea Pirlo (New York City FC)
Darlington Nagbe (Portland Timbers)
Giovanni Dos Santos (LA Galaxy)
Kaká (Orlando City SC)

Atacantes

David Villa (New York City FC)
Didier Drogba (Montreal Impact)
Sebastian Giovinco (Toronto FC)

Escolhidos por Dominc Kinnear 

Goleiros (1)

David Bingham (San Jose Earthquakes)

Defesas  (5)

Brandon Vincent (Chicago Fire)
Liam Ridgewell (Portland Timbers)
Steve Birnbaum (D.C. United)
Kendall Waston (Vancouver Whitecaps FC)
Andrew Farrell (New England Revolution)

Meias (6)

Jermaine Jones (Colorado Rapids)
Wil Trapp (Columbus Crew SC)
Sacha Kljestan (New York Red Bulls)
Ignacio Piatti (Montreal Impact)
Mauro Diaz ( FC Dallas ) *
Kyle Beckerman (Real Salt Lake) *

Atacantes (3)

Cyle Larin (Orlando City SC)
Clint Dempsey (Seattle Sounders FC)
Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes)

* Escolhidos por Don Garber

Nota: Van Damme (LAGalaxy) e Kellyn Acosta (Dallas) substituem Matt Besler (SKC) e Ridgewell (Portland Timbers ) cortados por lesão . ( 27/07/2016 )

Análise :

Eu fiquei muito desapontado pela escolha dos fans, acho que eles se deixaram se levar pelo currículo de alguns jogadores famosos ( medalhões ) da MLS, mas logo quando saiu a lista completa fiquei muito animado com as escolhas de Dominic Kinnear, ele chamou muito jogadores que eu tinha em mente, principalmente na defesa e no meio campo, Don Garber também escolheu bem . O time do MLS All Star Team 2016 está muito bom, bem equilibrado em todos os setores e com excelente comando de Dominc Kinnear, eu acredito que o time das estrelas da MLS tem qualidade para vencer o Arsenal que também tem um grande time .


Meu Time Ideal ( 23 Jogadores )

Goleiros (3)

Clint Irwin
Bill Hamid
David Bingham

Defesas (7)

Matt Besler
Steve Birnbaum
Matt Hedges
Kellyn Acosta
Brek Shea
Michael Parkhurst
Andrew Farrell

Meio Campistas (7)

Mauro Díaz
Sasha Kljestan
Michael Bradley
Will Trapp
Dillon Powers
Ignacio Piatti
Jermaine Jones

Atacantes (6)

Sebastian Giovinco
Ethan Finlay
Jack McInerney
Didier Drogba
Clint Dempsey
Ola Kamara

Outras Edições do MLS All Star Game

1996 : East 3–2 West, Giants Stadium, East Rutherford, NJ
1997 :East  5–4 West, Giants Stadium, East Rutherford, NJ
1998 : MLS USA 6–1 MLS World , Citrus Bowl, Orlando, FL
1999 : East 4–6  West, Qualcomm Stadium, San Diego, CA
2000 :East  9–4  West, Columbus Crew Stadium, Columbus, OH
2001 : East  6–6 West, Spartan Stadium, San Jose, CA
2002 : MLS All-Stars  3–2 United States, RFK Stadium, Washington, D.C.
2003: MLS All-Stars  3–1 Guadalajara, The Home Depot Center, Carson, CA
2004 : East  3–2 West, RFK Stadium, Washington, D.C.
2005 : MLS All-Stars 4–1  Fulham, Columbus Crew Stadium, Columbus,
2006: MLS All-Stars 1–0 Chelsea, Toyota Park, Bridgeview, IL
2007 : MLS All-Stars  2–0 Celtic, DSG Park, Commerce City, CO
2008 : MLS All-Stars  3–2 West Ham United, BMO Field, Toronto, ON
2009 :MLS All-Stars  1–1(3–4 p) England Everton, Rio Tinto Stadium, Sandy, UT
2010: MLS All-Stars  2–5 Manchester United, Reliant Stadium, Houston, TX
2011 : MLS All-Stars  0–4 Manchester United, Red Bull Arena, Harrison, NJ
2012 : MLS All-Stars  3–2 Chelsea, PPL Park, Chester, PA
2013 : MLS All-Stars  1–3 Roma, Sporting Park, Kansas City, KS
2014 : MLS All-Stars 2–1 Bayern Munich, Providence Park, Portland, OR
2015 : MLS All-Stars 2–1 Tottenham Hotspur Dick's Sporting Goods Park, Commerce City, CO



MLS XI : Blake, Acosta, Van Damme, Ciman, Rosenberry, Beckerman, Pirlo, Villa, Kaka, Dos Santos, Drogba .

Arsenal : Cech, Debuchy, Holding, Bielik, Gibbs, Elneny, Coquelin, Oxlade-Chamberlain, Wilshere, Campbell, Walcott .

Arsenal vence o time das estrelas da MLS por 2a1 : O jogo começou bem, com as duas equipes criando chances de gol, aos 10 minutos do primeiro tempo Ciman fez pênalti no Campbell, ele mesmo foi para cobrança e abre o placar para o Arsenal . A equipe londrina chegou perto de ampliar com Mohamed Elneny aos 26 minutos do primeiro tempo, o meio campista chutou de fora da área mas Blake mandou para escanteio . No final do primeiro tempo numa jogada que começou com Kljestan o MLS All Star empatou com Drogba, depois da terceira tentativa o jogador da Costa do Marfim empatou o jogo . No início do segundo tempo Kljestan acha Giovinco que obriga Cech a fazer boa defesa . Aos 85 minutos do segundo tempo, boa jogada individual de Nacho Monreal que tocou para Chuba Akpom marcar o segundo gol do Arsenal dando a vitoria para o time da Premier League .

Notas :

Blake ( 6,5 ) Não teve culpa no gol, foi seguro e fez uma boa defesa .

Rosenberry ( 6,0 ) Segurou bem pelo seu lado .

Ciman ( 5,0 ) Fez o pênalti, foi mal na marcação .

Van Damme ( 5,0 ) Lento na marcação .

Acosta ( 6,5 ) Defedeu bem o seu lado .

Pirlo ( 6,5 ) Mostrou todo o seu toque refinado .

Beckerman ( 6,0 ) Marcou bem pelo meio .

Dos Santos ( 6,5 ) Participou do lance do gol .

Kaká ( 5,5 ) Deixou a desejar .

Villa ( 6,5 ) Fez um bom lance .

Drogba ( 7,0 ) Lutou para marcar o gol de empate .

Piatti (6,0 ) Apareceu pouco .

Kljestan ( 7,0 ) Criou a jogada do gol de empate, fez boas jogadas e trabalhou bem defensivamente .

Nagbe ( 6,0 ) Apareceu por vezes pelo lado .

Giovinco ( 7,0 ) Teve uma excelente movimentação .

Vincent ( 5,5 ) Deixou espaços pelo seu lado .

Trapp ( 6,5 ) Foi bem na marcação pelo meio campo .

Diaz ( 6,0 ) Deveria ter ajudado mais o time na marcação .

Bingham ( 6,5 ) Não teve culpa no gol .

Farrell ( 6,5) Teve uma boa presença na lateral .

Watson ( 6,5 ) Foi seguro .

Dempsey ( 5,0 ) Apareceu muito pouco .

Wondolowski ( 5,5 ) Ausente, chutou uma vez para gol .

Birnbaum (6,5 ) Foi bem na defesa .

Larin ( 6,5 ) Teve uma boa participação .

Kinnear ( 6,5 ) O treinador do MLS All Star tinha como obrigação a botar todos os jogadores no jogo e talvez isso tenha interferido na sua organização de jogo .

Arbitragem : Foi muito bem, acertou na decisão do pênalti .

Arsenal : O time londrino foi muito bem, soube fazer as substituições e segurar o jogo .

Análise do jogo 

Eu achei que Kinnear se equivocou escalando todos os ´´veteranos´´ no XI inicial, com isso o time da MLS ficou mais lento e foi vencido pela marcação do time londrino, com as substituições no final do primeiro tempo e no incio do segundo tempo o time da MLS melhorou bastante, passou a ser mais criativo e a se defender melhor, principalmente com a entrada do Giovinco e Kljestan , Na segunda metade do segundo tempo mais substituições aconteceram, uma delas foi a de Kljestan que dexiou a partida mesmo sendo um dos melhores em campo. O que acabou influenciando no jogo, o time da MLS ficou enfraquecido e passou a sofrer pressão e ter mais dificuldade de criar jogadas . Talvez se Kljestan ficasse mais temo na partida e se essas substituições fossem feitas mais próximas ao fim de jogo o resultado poderia ter sido outro ,

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Estados Unidos nas Olimpíadas de 2008



Nas Olimpíadas de 2008 em Beijing a seleção americana fazia a sua décima quarta participação, e a quarta com o modelo da equipe sub-23 . Os americanos caíram no Grupo B, junto de : Nigéria, Holanda e Japão . A equipe americana era comandada por Piotr Nowak que convocou dez jogadores da MLS e oito que jogavam na Europa, Estados Unidos se classificaram em segundo lugar no pré o Olímpico da CONCACAF e a ultima participação dos americanos nas Olimpíadas no futebol foi em 2000 quando terminaram em quarto lugar .


Grupo B ( Olimpíadas )

Team
PldWDLGFGAGDPts
 Nigeria321042+27
 Netherlands312032+15
 United States31114404
 Japan300314−30

Jogos

EUA 1 x 0 Japão
EUA 2 x 2 Holanda
EUA 1 x 2 Nigéria


Artilheiros

1. Sasha Kljestan 2 gols
2. Jozy Altidore e Stuart Holden 1 gol


Pré Olímpico

Grupo A

TeamPtsPldWDLGFGAGD
 United States7321031+2
 Honduras6320131+2
 Panama3310243+1
 Cuba1301227-5

Jogos 

Fase de Grupos

EUA 1 x 1 Cuba
EUA 1 x 0 Panamá
EUA 1 x 0 Honduras

Semi Final

EUA 3 x 0 Canadá

Final

EUA ( 0 ) 0 x 0 (1 ) Honduras ( prorrogação )

Artilheiros

1.Freddy Adu 4 gols
2. Eddie Gaven e Sasha Kljestan  1 gol

Elenco :

Goleiros 

Chris Seitz    (21 anos ) Real Salt Lake ( MLS, EUA )
Brad Guzan* ( 23 anos ) Aston Villa ( Premier League, Inglaterra )

Defesas

Marvell Wynne  ( 22 anos )  Toronto FC ( MLS, Canadá )
Michael Orozco (22 anos )  San Luis ( Liga MX, México )
Maurice Edu   (22 anos )   Toronto FC ( MLS, Canadá )
Patrick Ianni   ( 23 anos )  Houston Dynamo ( MLS, EUA )
Michael Parkhurst* ( 24 anos ) New England Revolution ( MLS, EUA )

Meio-Campistas

Michael Bradley ( 21 anos ) Heerenveen ( Eredivisie, Holanda )
Dax McCarty  (21 anos )  FC Dallas ( MLS, EUA )
Stuart Holden  ( 23 anos ) Houston Dynamo ( MLS, EUA )
Danny Szetela  (21 anos)   Brescia ( Serie B, Itália )
Benny Feilhaber  ( 23 anos ) Derby County ( Premier League, Inglaterra )
Robbie Rogers    (21 anos)  Columbus Crew ( MLS, EUA )
Sacha Kljestan     ( 22 anos ) Chivas USA ( MLS, EUA )

Atacantes 

Charlie Davies ( 22 anos )  Hammarby ( Allsvenskan, Suécia )
Freddy Adu ( 19 anos ) Monaco ( Ligue 1, França )
Jozy Altidore (18 anos ) Villarreal ( La Liga, Espanha )
Brian McBride* (c) (36 anos ) Chicago Fire ( MLS, EUA )

* Acima de 23 anos ( idade olímpica )

Pré Olímpico 

Goleiros 

Dominic Cervi ( 21 anos ) Chicago Fire ( MLS. EUA )

Defesas 

Nathan Sturgis (  20 anos ) Real Salt Lake ( MLS, EUA )
Hunter Freeman ( 23 anos ) New York Red Bulls ( MLS, EUA )
Kamani Hill ( 22 anos ) Wolfsburg ( Bundesliga, Alemanha )
Jonathan Spector ( 22 anos ) West Ham United ( Premier League )

Meio-Campistas 

Sal Zizzo  ( 20 anos )  Hannover 96 ( Bundesliga, Alemanha )
Eddie Gaven (21 anos ) Columbus Crew ( MLS, EUA )

Atacantes
Robbie Findley  (22 anos ) Real Salt Lake ( MLS, EUA )

Chad Barrett ( 22 anos) Chicago Fire ( MLS, EUA )


Treinador : Piotr Nowak

Ranque de ligas ( Olimpíadas )

1. MLS 10
2. Premier League 2
3. La Liga, Serie B, Liga MX,  Ligue 1, Allsvenskan e Eredivisie 1



Análise do Time 


A seleção olímpica americana de 2008 com certeza foi um dos times mais promissores dos Estados Unidos nas olimpíadas, principalmente no meio campo e no ataque que tinha nomes que se tornariam importantes para o soccer, mas a defesa também tinha bons jogadores, realmente era um bom time . O treinador optou por escolher os três jogadores acima da idade olímpica ( acima de 23 anos ) mas só McBride era veterano, foi uma boa escolha, pela historia do jogador, ele era uma boa figura como líder .

Análise da Campanha nas Olimpíadas 

Apesar do bom time os americanos ficaram na primeira fase, mesmo assim eu acredito que o U.S. Team fez uma boa campanha, conquistaram uma boa vitoria sobre o Japão e um empate contra a Holanda, no qual os americanos poderiam ter saído com a vitoria se não tivessem sofrido um gol tardio . Contra a Nigéria os Estados Unidos teria que conseguir um resultado positivo mas a expulsão de Orozco logo no inicio do jogo influenciou para isso não acontecer, mas é errado desvalorizar os nigerianos que tinham um bom time e chegaram na final .

Análise do pré Olímpico 

Os Estados Unidos fizeram uma boa campanha no pré-olímpico, se classificaram em primeiro lugar de seu grupo e terminaram o torneio de forma invicta . Para mim os americanos tinham o melhor time do torneio e perder para Honduras na final na prorrogação foi azar, mas nos últimos anos, Honduras tem tido boas atuações no pré Olímpico na CONCACAF .

Mudanças na CONCACAF : Para mim o Pré-Olímpico deveria ter o mesmo formato que as eliminatórias para Copa do Mundo, seria um formato mais justo .